Go to Top
  • Nenhum produto no carrinho.

Com 7 mil páginas editadas, Inep eleva volume de publicações em 57% no último ano

Com o objetivo de produzir e disseminar informações, estudos e trabalhos relevantes para a comunidade educacional, o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), por meio de sua Diretoria de Estudos Educacionais (Dired), teve, em 2019, muitos motivos para comemorar.

Ao todo, o Inep publicou mais de 7 mil páginas neste ano, superando o número registrado em 2018, que contabilizou quase 4 mil páginas. Este balanço inclui as edições das publicações Em Aberto e da Revista Brasileira de Estudos Pedagógicos (RBEP), com três edições cada uma; Textos para Discussão e Cadernos de Estudos e Pesquisas em Políticas Educacionais, sendo mais de 4 mil páginas distribuídas entre os 41 títulos institucionais.

“2020 será o ano do lançamento do 3º ciclo de monitoramento das metas do Plano Nacional de Educação (PNE)”, declarou o diretor da Dired, Alexandre Brandão. “Nossa expectativa é lançar um novo sistema de buscas que permita aos usuários e aos pesquisadores trabalhar, juntar, levantar e conhecer todas as informações que estão no nosso acervo técnico”, acrescentou Brandão. Para as comemorações de aniversário da capital federal, o diretor afirma que o Inep também vai participar. “Planejamos fazer uma nova exposição de nosso acervo de obras raras para celebrar os 60 anos de Brasília”, completo.

75 anos RBEP – O ano foi marcado, também, pela comemoração dos 75 anos da Revista Brasileira de Estudos Pedagógicos (RBEP), o mais antigo periódico de estudos educacionais em circulação no país. Sempre pautada por diretrizes éticas, como originalidade, detecção de plágio e análise de má conduta científica, a RBEP passou por modificações em sua estrutura, acompanhando a trajetória do Inep no redesenho das políticas educacionais no Brasil.

Ao longo dos 75 anos, autores, editores, designers, diagramadores, revisores, membros da editoria científica e pareceristas contribuíram para uma nova discussão sobre os desafios e problemas do ensino e da educação, destacando temáticas de avaliação, currículo, financiamento e planejamento da educação básica e superior. Essa trajetória está nas 255 edições, com mais de 3 mil artigos publicados.

Em homenagem à data, os Correios lançaram um selo personalizado e um carimbo comemorativo. A criação gráfica do selo e do carimbo foi do designer sênior Marcos Alfredo Hartwich, que atua na Coordenação de Editoração e Publicações do Inep há 20 anos. Publicada desde 1944, a RBEP tem conceito máximo no Qualis Periódicos da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes): A1 em “Ensino” e A2 em “Educação”.

Acompanhamento do PNE – Foram apresentados, no segundo semestre, os Cadernos de Estudos e Pesquisas em Políticas Educacionais – volumes 2 e 3, voltados à análise, ao monitoramento e à avaliação de políticas públicas, programas e planos de educação. Um seminário com especialistas na área marcou a publicação. Os estudos reunidos nos cadernos guardam relação direta com o monitoramento das metas do PNE (2014-2024). O objetivo da publicação é acompanhar e analisar a evolução no cumprimento das metas estabelecidas, ao longo do período de vigência do plano.

Sedap –  Além dessas atividades, a Dired é responsável pelo Serviço de Acesso a Dados Protegidos (Sedap) e pelo Centro de Informação e Biblioteca em Educação (Cibec). Confira as atividades desempenhadas, em 2019, de cada área:

Neste ano, o Sedap teve seu Guia do Usuário atualizado com novas regras de utilização, determinadas pela Portaria Inep n.º 52, de 28 de janeiro de 2019. O objetivo da normatização é a proteção de dados e informações pessoais disponíveis em bases de dados geradas pelo Inep ou recebidas de terceiros e sob a guarda do instituto, nos termos da legislação. Além disso, fica assegurada a utilização de dados protegidos tratados pela autarquia aos públicos interno e externo ao Inep, para a realização de estatísticas, estudos e pesquisas científicas ou institucionais.

Cibec – A missão do Cibec é atuar como centro de gestão do conhecimento educacional por meio da aquisição, do processamento, da geração e da disseminação de informações técnico-científicas, preservando principalmente a memória da produção institucional. Em um balanço de atividades de 2019, a Cibec realizou:

  • Processamento técnico de 6.333 livros e periódicos.
  • Digitalização de 77.731 páginas de documentos do arquivo histórico.
  • Revisão de 4.259 termos do Thesaurus Brasileiro da Educação (Brased).
  • Atendimento a 42 pesquisas no Serviço de Acesso a Dados Protegidos (Sedap).
  • Descrição e inserção de 635 maços arquivísticos no sistema ICA-AtoM para divulgação da memória e história da educação resguardadas pelo Arquivo Histórico do Inep.

Confira as publicações do Inep

Fonte: INEP

ăn dặm kiểu NhậtResponsive WordPress Themenhà cấp 4 nông thônthời trang trẻ emgiày cao gótshop giày nữdownload wordpress pluginsmẫu biệt thự đẹpepichouseáo sơ mi nữhouse beautiful