Go to Top
  • Nenhum produto no carrinho.

Na SBPC, ministro da educação defende maior presença de mulheres nas ciências

Durante a sessão solene de abertura da 70ª Reunião Anual da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC), realizada no último domingo, (22), em Maceió, o ministro da Educação, Rossieli Soares, defendeu a elevação da participação das mulheres no desenvolvimento de pesquisa e projetos na ciência brasileira, ao destacar a importância desta área de conhecimento na educação do Brasil.

“O MEC está à disposição para que tenhamos outros bons projetos, especialmente, que demos um olhar para aquele que começamos a desenvolver, que é o de incentivar a presença das mulheres na ciência brasileira. Acho que o MEC e o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico [CNPq] devem se empenhar, inclusive com novos investimentos, para atrair mais talentos femininos para as ciências brasileiras”, afirmou Rossieli Soares.

No encontro, o ministro relembrou o anúncio feito pelo MEC, recentemente, de que a pasta fará uma avaliação censitária de ciências, a partir de 2019, a exemplo do que já ocorre com as disciplinas de língua portuguesa e matemática, no quinto e nono anos do ensino fundamental, além do terceiro ano do ensino médio, por meio do Sistema de Avaliação da Educação Básica (Saeb). Além disso, avaliou que essa inclusão é determinante para a melhoria dos índices que analisam a educação brasileira.

“Nós, costumeiramente, olhamos, nos últimos 30 anos, para a qualidade da educação em língua portuguesa e matemática, especialmente com o Saeb. E, pela primeira vez na história desse país, o MEC avaliará, de forma censitária, a ciência na educação básica, trazendo de forma definitiva o assunto para o calendário, a agenda de discussão da educação básica brasileira”, explicou o ministro.

Para Rossieli Soares, os desafios atuais no âmbito das avaliações de língua portuguesa e matemática serão um termômetro de análise da área de ciências. O ministro disse, ainda, que é preciso motivar o poder público e a sociedade a buscar soluções e melhorias na qualidade da educação. “Saberemos como está a ciência na educação básica brasileira e considero isso um importante avanço, porque também provocamos a sociedade e as autoridades a olharem e colocarem luz, peso, nessa área que é fundamental para o desenvolvimento do Brasil”, concluiu.

Avaliação – Atribuição do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), autarquia federal vinculada ao MEC, o Saeb é um sistema composto por três avaliações externas, aplicadas em larga escala com o objetivo de diagnosticar a educação básica do Brasil em suas diversas esferas.

O resultado dessas avaliações é usado para calcular o Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb), que também considera os dados de fluxo escolar fornecidos pelo censo escolar e consiste em um indicador da qualidade do ensino oferecido nas escolas de todo o país.

SBPC – A Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência é uma organização sem fins lucrativos voltada para o desenvolvimento científico, tecnológico, educacional e cultural do Brasil. Reúne diferentes sociedades científicas e tem importante papel na valorização da ciência e dos cientistas brasileiros, exigindo dos diferentes governos o investimento na ciência e na cultura nacionais.

Os encontros anuais da SBPC são abertos ao público e a participação é gratuita, sem a necessidade de inscrição. As atividades da 70ª edição do evento vão até sábado, 28, na capital alagoana.

Veja a programação completa.

Fonte: Assessoria de Comunicação Social do MEC – Foto: André Nery/MEC

Comunicação CRUB
(61) 3349-9010

ăn dặm kiểu NhậtResponsive WordPress Themenhà cấp 4 nông thônthời trang trẻ emgiày cao gótshop giày nữdownload wordpress pluginsmẫu biệt thự đẹpepichouseáo sơ mi nữhouse beautiful