Go to Top
  • Nenhum produto no carrinho.

Professores da Univali integram ação para mensurar impactos da barragem de Mariana

Helia Del Carmen Farías Espinoza e Marcos Berribilli, docentes da Universidade do Vale do Itajaí (Univali), integram a Rede Rio Doce Mar, rede colaborativa acadêmica que monitora desde o ano passado a biodiversidade do Rio Doce e de áreas adjacentes marinhas, para ajudar a mensurar os impactos do rompimento da barragem de Fundão, em Mariana (MG), na biodiversidade aquática. Eles participam neste mês de fevereiro, entre os dias 17 e 24, de mais uma pesquisa ambiental, na região de Aracruz (ES).

A Rede Rio Doce Mar é formada por pesquisadores de 24 instituições de todo o país, com coordenação central na Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes). Os trabalhos de monitoramento da rede iniciaram no dia 20 de setembro do ano passado e fazem parte do Termo de Cooperação Técnico-Científica firmado entre a Fundação Renova e a Fundação Espírito-Santense de Tecnologia (Fest), focado na mensuração do impacto do rompimento da barragem.

A cooperação da Univali é liderada pela professora Helia, graduada em Cartografia, tecnóloga em Geoprocessamento e mestre em Ciência e Tecnologia Ambiental. Ela coordena o mapeamento no “Anexo 5 Manguezal” para determinação das áreas de manguezais e a distribuição das espécies “Ucides cordatus e Cardisoma guahumii“, do litoral norte capixaba (Aracruz) até o extremo sul da Bahia (Caravelas). Já o professor e geógrafo Berribilli é o responsável pelo levantamento das áreas e estabelecimento de marcos geodésicos para o monitoramento em longo prazo.

Fonte: Marketing e Comunicação da Univali

Comunicação CRUB
(61) 3349-9010

ăn dặm kiểu NhậtResponsive WordPress Themenhà cấp 4 nông thônthời trang trẻ emgiày cao gótshop giày nữdownload wordpress pluginsmẫu biệt thự đẹpepichouseáo sơ mi nữhouse beautiful