Go to Top

Sobre o CRUB

Criado em 30 de abril de l966, o Conselho de Reitores das Universidades Brasileiras (CRUB) foi concebido para promover o intercâmbio e a cooperação entre as universidades brasileiras. A história das universidades brasileiras ainda é de uma tradição recente. As primeiras universidades do Brasil surgiram na década de 1930. Eram poucas universidades e elas enfrentavam um tempo histórico do país de incipiente desenvolvimento social, econômico e educacional. Aqueles 28 reitores, em 1966, quando se uniram para a criação de um Conselho, tinham uma visão que enxergava muito além das instituições que presidiam. 

Os ideais e objetivos que aqueles primeiros reitores estabeleceram para a criação do CRUB, foram arduamente perseguidos e edificados ao longo de cinco décadas. Esses ideais dos primórdios tem uma incrível atualidade. O Conselho de Reitores visava: articular e consolidar o Ensino Superior no Brasil; pensar estrategicamente o sistema universitário no seu todo e propor medidas para o seu pleno desenvolvimento; promover o intercâmbio e a cooperação entre todas as universidades; e levar a que todas as instituições de Educação Superior contribuíssem eficazmente para o desenvolvimento nacional. 

O compromisso do Conselho de Reitores com o Brasil e o povo brasileiro o levou a lutar pelos direitos democráticos, pela autonomia universitária das universidades e pela reforma universitária. Após uma longa e difícil travessia pelo regime militar, as universidades brasileiras cresceram em maturidade institucional, firmaram-se como liderança nacional e tiveram voz decidida na constituinte. Daí se ter assegurado, em 1988, na Constituição Brasileira, a ampla autonomia às universidades brasileiras.

O CRUB é a única entidade a congregar e a batalhar por todos os segmentos da Educação Superior. O Conselho de Reitores é a única entidade que representa todos os reitores e reitoras do Brasil.

O Conselho de Reitores está a caminho de seu jubileu de ouro. Em 30 de abril de 2016 o CRUB completa 50 anos. Por tanto em 2014 deu se inicio o seu triênio jubilar, um tempo especial e propício para revisitar os ideais e as motivações fundacionais do Conselho de Reitores. Um tempo, também, para refletir sobre os 50 anos de sua história, com seus desafios, com seus impasses históricos, com suas conquistas para a Educação Superior no Brasil. Enfim, um tempo especial para – à luz de um longo, árduo e exigente caminho percorrido – agora, nos resituarmos no presente e projetarmos o futuro que almejamos.

Ao longo dos anos o CRUB vem se afirmando, cada vez mais, como intermediador de estudos e debates das grandes questões da educação superior no Brasil.

Nesse sentido, destacamos abaixo algumas das principais ações desenvolvidas por este egrégio Colegiado de Reitores nesses 50 anos de existência:

  • Elaboração de estudos sobre a situação socioeconômica do estudante universitário e política de admissão ao ensino superior;
  • Realização de trabalho e apresentação de emendas na área da educação, cultura, ciência e tecnologia junto à Assembleia Nacional Constituinte;
  • Inauguração da 1ª Conferência Nacional de Tecnologia de Educação Aplicada;
  • Participação em Convênios como nacionais e internacionais: com a Conferência de Reitores da Alemanha, com o MEC-USAID, com o CREPUQ, com a UNESCO, com o Conselho de Reitores do Chile, Conselho de Reitores da Polônia, dentre outros;
  • Diálogo com as entidades representativas das comunidades universitárias e entidades representativas dos segmentos;
  • Incentivo ao Intercâmbio Interuniversitário;
  • Realização de estudos sobre Avaliação do Desempenho da Universidade em face de seu compromisso social;
  • Apoio à constituição da Associação das Universidades de Língua Portuguesa;
  • Protocolo de Intenções entre o CRUB e a CNI para cooperação técnica entre as IES e setores da indústria brasileira;
  • Integrante do Comitê Consultivo para elaboração do Plano Decenal de Educação para Todos, junto ao MEC;
  • Integrante do Conselho Nacional Assessor da EMBRAPA;
  • Integrante do Conselho Superior do Instituto Euvaldo Lodi (CNI/IEL);
  • Integrante do Conselho Nacional de Controle de Experimentação Animal (CONCEA/MCTI);
  • Integrante da Rede RENORBIO;
  • Integrante do Conselho Consultivo da SUDENE;
  • Integrante da Comissão Nacional de Acompanhamento e Controle Social do Prouni (CONAP);
  • Integrante do Conselho Curador da Fundação Nacional de Desenvolvimento do Ensino Superior Particular (FUNADESP);
  • Debates, realização de diversas conferências e elaboração de documentos sobre a Autonomia Universitária;
  • Realização de seminários e discussões sobre o Estado da Arte do Plano Nacional de Educação, bem como o acompanhamento da implementação do mesmo;
  • Operacionalização do Projeto Alfa Puentes no Brasil, capitaneado pela EUA (European Universities Association) e pela AUGM (Asociación Universitaria Grupo Montevideo);
  • Acompanhamento das matérias relacionadas à Educação Superior tramitadas no Congresso Nacional;
  • Formulação de política de Internacionalização para a Educação Superior brasileira;
  • Edição e publicação da Revista Educação Brasileira (75 edições);
  • Criação de Grupos de Trabalho voltados para os grandes temas permanentes da educação, tais como: avaliação; formação de professores e diretrizes curriculares; Plano Nacional de Educação; Ciência, Tecnologia e Inovação; Relações Internacionais; Educação Cidadã; e Gestão Universitária.

ăn dặm kiểu NhậtResponsive WordPress Themenhà cấp 4 nông thônthời trang trẻ emgiày cao gótshop giày nữdownload wordpress pluginsmẫu biệt thự đẹpepichouseáo sơ mi nữhouse beautiful