Go to Top

Universidades se mobilizam para garantir a saúde mental dos estudantes em meio à pandemia

Entre as iniciativas estão pesquisas e ensino de mindfulness

Em razão da pandemia do novo coronavírus, muitas entidades, de ensino ou não, ficaram mais atentas em relação à saúde mental de seus membros, e as universidades não foram exceção. Dentre as Instituições de Ensino Superior (IES) que se mobilizaram na busca de soluções para aliviar as condições estressantes às quais a comunidade foi submetida estão: a Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF), a Universidade Federal de Uberlândia (UFU), a Universidade de Fortaleza (Unifor) e a Universidade de São Paulo (USP).

Em janeiro de 2021, na UFJF, o “Grupo DeBoas”, criado em 2017 pela Pró-Reitoria de Assistência Estudantil (Proae), passou a atuar no combate à ansiedade. O projeto é tocado com atendimentos psicológicos online realizados duas vezes por semana. Já na USP, o direcionamento é para ensino da prática do mindfulness, que significa “atenção plena, ou seja, a capacidade de focalizar atenção de maneira integral em algo”, também por meio de encontros virtuais. O objetivo é fazer com que os participantes consigam entender melhor a si mesmo e a realidade ao seu redor.

Outra IES que decidiu fazer a diferença foi a Unifor, com um projeto que investe nos chamados “grupos de escuta”: momentos coletivos pela plataforma Meet, do Google, mediados por terapeutas, que procuram fazer com que os jovens desenvolvam “uma escuta mais compreensiva sobre as suas próprias experiências e as dos demais participantes do grupo nesse momento de crise”, segundo os objetivos da instituição.

Pesquisas também estão entre as principais medidas para combate à sobrecarga emocional, em especial dos discentes. Isso porque a partir desses estudos é possível mapear com facilidade as demandas dos estudantes e saná-las com mais precisão. A UFU, por exemplo, coletou dados de 1.679 alunos de seus cursos de graduação e pós-graduação de todos os sete campi. A partir da ação, a entidade percebeu que era necessária uma maior divulgação das atividades oferecidas pela universidade.

A realidade do isolamento faz com que a maior parte dos projetos sejam conduzidos pelo meio virtual. Além das ações tomadas pelas instituições citadas, muitas outras iniciativas que visam melhorar a condição da saúde mental da comunidade têm ganhado destaque. 

Conheça mais sobre as experiências citadas nos links a seguir:

https://www.unifor.br/web/pesquisa-inovacao/-/projeto-covid-19-e-saude-mental-na-universidade-visa-ao-bem-estar-e-a-qualidade-de-vida-dos-alunos
http://www.comunica.ufu.br/noticia/2020/07/impactos-da-covid-19-na-saude-e-bem-estar-de-estudantes-universitarios
https://www.medicina.ufmg.br/pesquisa-colhe-informacoes-sobre-depressao-e-ansiedade-em-alunos-dos-cursos-de-saude/
https://www2.ufjf.br/noticias/2021/01/29/projeto-de-combate-a-ansiedade-tem-inicio-em-fevereiro/
https://jornal.usp.br/universidade/projeto-da-usp-ensina-mindfulness-pela-internet-para-combater-ansiedade-e-depressao/

Foto: Andrew Neel

ăn dặm kiểu NhậtResponsive WordPress Themenhà cấp 4 nông thônthời trang trẻ emgiày cao gótshop giày nữdownload wordpress pluginsmẫu biệt thự đẹpepichouseáo sơ mi nữhouse beautiful